NOTÍCIAS

Dia Internacional da Mulher: planeta 50-50
Março de 2018

D�i�a� �I�n�t�e�r�n�a�c�i�o�n�a�l� �d�a� �M�u�l�h�e�r�:� �p�l�a�n�e�t�a� �5�0�-�5�0�

Na data em que o mundo celebra o Dia Internacional da Mulher, o CENEX presta sua homenagem ao mesmo tempo em que convoca todas as pessoas – independente do sexo, raça, crença, origem etc. – a refletir e agir sobre a equidade de gênero e ao valor de complementariedade que existe entre mulheres e homens em prol do desenvolvimento sustentável de empresas, organizações, gestão pública, projetos sociais, enfim, da sociedade como um todo.

Historicamente, a primeira celebração do Dia Internacional da Mulher foi em 28 de fevereiro de 1909, nos Estados Unidos, mas a ocorrência que marcou o dia de 8 de março foi devido a manifestações de mulheres em 1917, na Rússia, que reivindicavam melhores condições de vida e de trabalho. Em 1975, a ONU adotou o 8 de março como Dia Internacional da Mulher, homenageando suas conquistas sociais, políticas e econômicas e chancelando a data celebrada todos os anos.

Desde então, inúmeros fatos representaram conquistas significativas no sentido da equidade de gênero no mundo. O direito ao voto, a participação na política e a presença em cargos de liderança nas empresas são exemplos de uma construção para demarcar uma nova perspectiva em relação ao papel da mulher na sociedade. Em 2010, por exemplo, foi criada a ONU Mulheres que, por meio de parcerias com a sociedade civil, os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, universidades, empresas e o sistema das Nações Unidas, defende compromissos internacionais assumidos pelos Estados-Membros da ONU com os direitos humanos das mulheres.

Um dos marcos desse movimento, liderado por ONU Mulheres e pelo Pacto Global, foi a criação dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres. No Brasil, o projeto é desenvolvido junto a marcas renomadas, como Coca-Cola, Itaipu Binacional, Lojas Renner, SESI-PR e Apex, que buscam promover a igualdade de gênero em toda sua cadeia de valor.

Os sete Princípios de Empoderamento das Mulheres são:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.

  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.

  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.

  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.

  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing.

  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.

  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Outro projeto marcante nesse contexto foi a criação da iniciativa global “Por um planeta 50-50 em 2030: um passo decisivo pela igualdade de gênero”, também liderada pela ONU Mulheres em apoio à Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, que salienta novas leis e o fortalecimento de direitos conquistados pelas mulheres.

O CENEX acredita e pratica a equidade de gênero e deixa sua provocação para que você, leitor, contribua com sua parte, seja na empresa, em casa ou no convívio social. A cada ano, novos avanços são conquistados nessa direção, que precisam ser rememorados e tomados como ponto de partida para outros passos. Que este 8 de março represente a transformação de mais um significado em sua vida rumo à complementariedade de inteligência entre mulheres e homens, à equidade de gênero em todos os aspectos da vida social e por um planeta 50-50.

O sucesso destas empresas é resultado
das competências de seus líderes