O trabalho remoto durante a pandemia do coronavírus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O impacto da pandemia do coronavírus em economias e sociedades ao redor do mundo é inegável. A rápida disseminação do vírus faz com que organizações tenham que se adaptar a novas realidades para proteger a saúde e a segurança de sua força de trabalho; até os chefes mais conservadores estão repensando o modelo de trabalho de suas equipes.

Muitas empresas já estabeleceram um novo arranjo, permitindo que todos trabalhem de casa; escolas fechadas obrigam pais a encontrar alternativas para o cuidado das crianças.

Os que ainda não estão acostumados a trabalhar fora de um escritório enfrentam a necessidade de uma abordagem diferente para cumprir suas responsabilidades; quem já trabalhava remotamente, por outro lado, tem a chance de mostrar como se faz – ou descobrir que esse modelo não é para todos.

Durante esse período de risco e incerteza, manter o senso de comprometimento e satisfação no trabalho dos funcionários exigirá um esforço adicional.

Para líderes:

  • Estabeleça prioridades e atribua papéis claros: Sem a equipe reunida no mesmo espaço físico, torna-se ainda mais importante para todos saber o que é esperado de cada um – quais tarefas realizar e a quem recorrer para obter informações adicionais. Comunicação eficiente e troca de informações constante evitarão esforços duplicados e falhas operacionais;
  • Crie uma rotina para a equipe: Reuniões de equipe periódicas, bem como conversas individuais com reportes diretos devem ser realizadas de forma consistente para permitir acompanhar o progresso de todos. Cuide da própria saúde, e manifeste preocupação genuína com a situação pessoal de cada integrante da equipe em vista do vírus (e seja grato por a videoconferência ser facilmente disponível na maior parte do mundo!);
  • Responsabilize a equipe: Depois de atribuir uma parcela equitativa de tarefas a cada membro do time, assegure-se de que as metas sejam cumpridas no tempo esperado;
  • Confie na equipe: Supõe-se que você trabalha com adultos, profissionais capazes e responsáveis, portanto, vigiá-los a cada minuto do dia não fará com que produzam mais. Práticas como pedir aos funcionários que mantenham a webcam ligada durante todo o horário de trabalho são infantis e abusivas. Se você não confia na ética de trabalho dos membros da sua equipe, ou desconfia que estejam tirando proveito da situação atual, não deveria tê-los contratado;
  • Respeite o tempo dos outros: Evite enviar e-mails, mensagens de IM ou WhatsApp fora do horário de trabalho designado a cada um: seus liderados provavelmente se sentirão obrigados a responder, criando estresse injustificado e interrompendo a nova rotina. Para manter a sua própria sanidade e a do time, a menos que seja realmente necessário obter uma resposta naquele momento, agende a comunicação para o próximo dia útil.

Para liderados:

  • Assegure-se de ter o que precisa para trabalhar de casa: Ao iniciar uma rotina de trabalho remoto, cheque o equipamento à sua disposição e comunique possíveis necessidades em tempo hábil – não espere até que todo o pessoal de TI seja mandado para casa antes de fazê-lo;
  • Mantenha um espaço de trabalho separado: Mesmo que você não tenha um home office propriamente dito, e esteja trabalhando com o laptop em cima da bancada da cozinha, manter-se isolado da rotina da casa, mesmo que seja por alguns intervalos de tempo, é essencial para garantir o foco e o respeito aos colegas. Ao participar de videoconferências, use fones de ouvido e esforce-se para reduzir o ruído de fundo: ninguém quer ouvir seu cachorro latindo ou seu liquidificador preparando uma vitamina;
  • Mantenha sua aparência profissional: Não é porque você está em casa que deve ficar de pijama o dia todo! Manter-se asseado e arrumado em frente à câmera transmite a mensagem de que está realmente comprometido com o trabalho. E mesmo quando ninguém está vendo você em vídeo, estar vestido como no escritório te ajudará a entrar no foco;
  • Tente criar uma rotina diária: Se outras pessoas estiverem em casa durante o seu horário de trabalho, especialmente crianças, reserve um tempo para cuidar delas, mas bloqueie o tempo necessário para reuniões e tarefas que exigem mais concentração, deixando claro que não deve ser incomodado durante esses períodos;
  • Faça jus à confiança de seu líder e colegas: Cumpra as horas e tarefas que lhe foram atribuídas, e não tire proveito do trabalho remoto para assistir todas as séries atrasadas enquanto a equipe está contando com você. Caso adoeça ou precise cuidar de alguém doente, seja claro com a equipe a respeito;
  • Cuide-se: Mantenha os horários de refeições regulares, hidrate-se e levante-se várias vezes ao dia: manter hábitos saudáveis ​​te ajudará a voltar à rotina antiga quando chegar a hora.

Para todos:

  • Não utilize o e-mail como único meio de comunicação: Interaja com colegas e clientes por outros meios, demonstrando seu comprometimento e o comportamento que as pessoas estão acostumadas de você – atitudes que nem sempre podem ser transmitidas por escrito;
  • Mantenha a civilidade: Não use o fato de não estar no mesmo espaço físico para dizer coisas que você não diria cara a cara;
  • Não seja indiscreto: Investigar o estado de saúde de cada colega (mesmo eletronicamente) é inapropriado e pode chegar a ser ilícito. Deixe que a empresa e as autoridades de saúde façam o trabalho delas: a legislação determina as regras de notificação de funcionários caso alguém do time tenha sido infectado; mantenha-se atento às informações publicamente disponíveis;

Estes são tempos difíceis para todos nós. Manter o respeito e o bom senso será de fundamental importância para preservar as relações profissionais e mitigar perdas.

Fonte: https://dirigentes.com.br/texto.php?id_artigo=7302&C=406&S=0

Autora: Viviane Vicente

* Viviane Vicente é Consultora de Competência Cultural e Fundadora da Rispetto Consulting – uma empresa de consultoria projetada para ajudar indivíduos e organizações a navegar no mundo globalizado e aprimorar seu potencial de liderança.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe aqui seu comentário.

Vida Integrada – Tiago Petreca
Adriana Martello – A escuta
Comunicação na Gestão Remota – Alessandra Gonzaga
O que tem mais poder, perguntas ou respostas?
Inteligência emocional em tempos de crise – Live Unicred VTRPP
Segurança Psicológica
As 5 principais dificuldades na hora de inovar
by CENEX Centro de Excelência Emp

Hoje vamos ouvir Felipe Ost Scherer – Facilitador do CENEX e Sócio-fundador da Innoscience Consultoria em Gestão da Inovação falar sobre quais são os 5 principais motivos pelos quais as pessoas tem dificuldade de inovar e o que é possível fazer para atenuar essa situação dentro dos negócios. 

Você pode nos enviar por e-mail dúvidas e perguntas para o Felipe, além de sugestões de assuntos para os próximos episódios do Skillˣ in PodCast. Envie para marketing@cenex.com.br

As 5 principais dificuldades na hora de inovar
O Profissional do Futuro – Paulo Amorim
Liderança Intercultural com Marcelo do Carmo
Mindset Produtivo – Podcast Flavio Nerva
A centralidade do trabalho em tempos de pandemia – Diego Alberton
A arte de fazer perguntas
Conversas de Aprendizagem – Uma nova prática para o mundo atual
Gestão de Equipes em Tempos de Crise
Segurança Psicológica, o que é? Como se encontra?
Cultura Organizacional, o que ela envolve? Como o público reage a ela?